Manifestantes acusam Policia Militar de SP de agressão

A Polícia do Estado São Paulo, no Brasil, têm sido acusada de agredir manifestantes que reclamavam do valor da passagem do transporte público na capital. A PM usou gás de pimenta e balas de borracha. Gás lacrimogêneo e granadas também foram usadas. Os militares dizem que foram atacados primeiro e só reagiram.

Moradores da cidade de São Paulo estão enfurecidos com o aumento da tarifa de ônibus que acontece no momento no qual o país passa por uma enorme crise financeira e escândalos de corrupção.

Mais de 1,5 milhões de brasileiros perderam suas casas no último ano, a maior economia da América Latina caiu na mais profunda crise. Estima-se que seja a pior dos últimos 25 anos.

As manifestações que dominaram o Brasil em 2013, iniciadas pela indignação com os valores cobrados pelo transporte e indignação com gastos na Copa do Mundo, não tiveram o menos número de adeptos dessa vez.

sp-protesto-bomba-01

As manifestações mais recentes aconteceram contra a presidente Dilma Rousseff, cuja popularidade foi esmagada pela recessão e uma investigação de corrupção. A presidente enfrenta um processo de cassação encabeçado por Eduardo Cunha, no Congresso.

Alguns analistas políticos dizem que o clima de indignação nas ruas contra ações abusivas do Governo poderiam desempenhar um papel importante e determinar o resultado do processo de impeachment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *